exposições atuais 

 

7o. Mostra de Fotografia de São Paulo
Coletivo de Terça  Flâneur , O Fast – reader

27/10/2016 a 19/11/2016

Local: Ruaa Restaurante

Rua Mourato Coelho, 1168

7o. Mostra SP de fotografia - Vila Madalena

Coletivo de Terça Formado por 5 artistas visuais

 

•Carla Venusa

•Herman Tacasey

•Lucrécia Couso

•Pedro Moreira

•Renato Gaiofato

 

O projeto O Flâneur , O Fast – reader é uma proposta deexperimentos e convívio artístico. Este projeto buscou a fomentação de ideias e a realização de projetos individuais e coletivos em um espaço comum, um terreno de contato, compartilhamento e troca, que assume nesta dinâmica também o papel de protagonista é nele e para ele que experimentações estéticas serão pensadas e construídas: Vila Madalena.

 

Se o flâneur foi tomado por uma paixão pela contemplação das ruas e

vitrines iluminadas que projetavam seus sonhos e aventuras, o fast-reader se vê inebriado pela observação do mundo que desfila nas telas por meio da comunicação digital, sobretudo a Internet, a configuração de um mundo acessível em diversas tecnologias digitais, inebria e conquista os sujeitos contemporâneos.

O espectador de hoje em nada se parece com o espectador de antes, do tempo em que essa leitura realizava–se em silêncio, no espaço da intimidade, no interior dos aposentos, extrapolou os limites do privado.

 

O homem público que transita pelas ruas é o consumidor da

contemporaneidade e ele arrisca–se o tempo todo.

Neste grupo as diferenças também coexistem; um dos artistas em meio

século por ser nativo do bairro viu na pele sua transformação; um jovem artista que conheceu a Vila por causa de sua fama já consagrada ;outra artista mais experiente mas que só convive com o lugar atualmente ; uma artista que apesar de ser moradora de outro bairro fez lá seus amigos e seu conviver e uma artista que vindo de outra cidade viu na Vila o local onde as coisas acontecem.

 

É no conceito de deslocamento que podemos encontrar as pistas para

os principais desdobramentos desta ação.

Nesta ambiente físico e cibernético é que esse grupo de artista

experimentou um processo predominantemente individual, além do desafio no que tange o entendimento do artista sobre as relações entre os critérios e formas de sua interlocução com o público e com o seu meio.

 

A relação com o meio e a cultura fez esses artistas a proporem e a

vivenciar um ambiente. No estético,afetou a percepção deles e

consequentemente a construção de seu trabalho e da pesquisa. Mas este conceito assume também um caráter metalinguístico, propicia a reflexão sobre a própria arte, a quebra de fronteiras, a simbiose com outras manifestações, a mistura de linguagens e consequentemente de novas formas de reflexão – questões que são intrínsecas a arte do nosso tempo e um motor para a criação estética. A cibercultura trouxe um novo entendimento da vila Madalena que presencia um crescimento até então nunca visto abrindo uma nova gama de possibilidades experimentais. Herman Tacasey outubro 2016

Todas as imagens estão disponíveis para venda.

Formatos disponíveis:

  • 50x50cm

  • Valor: R$ 1.500,00 ( sem montagem )

  • impressas em papel algodão, utilizando pigmento mineral.

 

 

Tel.: (11) 3813-8466

© 2016 copyrigt espaço ophicina

todos os direitos reservados

 

rua teodoro sampaio,1109 

São Paulo, SP tel.3813.8466

 

  • Facebook - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle